Você realmente precisa lavar suas roupas de ginástica depois de cada treino?

Por Laurel Leicht, da WH EUA

lavar roupas de treino
Foto Shutterstock

Responda com sinceridade. Com que frequência você lava suas roupas de treino: após cada atividade ou quando começa a sentir um cheiro forte nelas?

A verdade é que não existe uma regra rígida que todos devam seguir quando se trata de lavá-las. No entanto, existem algumas dicas e orientações úteis dos profissionais de limpeza que podem ajudar suas peças a durarem mais do que uma aula HIIT.

“A frequência com que você lava suas roupas de treino depende totalmente do indivíduo – a quantidade de atividade, a quantidade de suor que você produz, a preferência pessoal…”, diz Maggie Oakley, diretora de mercadorias da Smartwool, uma marca de roupas esportivas, dos Estados Unidos. Sim, desculpem, pessoas que transpiram muito – vocês provavelmente precisarão gastar mais dinheiro em sabão em pó do que quem não sua.

Leia mais

Como limpar (de verdade) suas garrafas de hidratação
Esta é a forma correta de lavar seus sutiãs – e fazê-los durarem mais!

Sua rotina de lavanderia também depende de onde você mora, acredite ou não. Viver num lugar muito quente quer dizer que você pode pendurar as roupas de treino para secar entre os usos. Já se mora em um lugar úmido, pode ser que elas fiquem um pouco úmidas e você deseje lavar tudo.

Mas manter as peças limpas é importante – e o fator suor está longe de ser o único motivo. “Não é o seu suor que produz odor, são as bactérias – e elas se multiplicam em ambientes úmidos, como roupas suadas”, explica Kelly Reynolds, professora de ciências ambientais da University of Arizona (EUA).

“Todos nós temos leveduras e bactérias em nossos corpos naturalmente, e isso não causa problemas”, diz ela. Mas se você estiver com roupas de ginástica coladas (leia-se: não tão respiráveis) e o equilíbrio de bactérias sair do controle, você pode ter uma erupção cutânea… ou muito pior.

Quão pior? Pense em infecção por estafilococos ou MRSA. Tudo bem, a probabilidade de pegar uma dessas é reduzida, mas por que arriscar, quando lavar as roupas de treino pode evitar o acúmulo de bactérias?

Como posso evitar esse problema?

A dica é usar água quente nas lavagens. “E definitivamente evita o amaciante – ele libera muitos óleos que obstruem as fibras da roupa e as bactérias se agarram aos óleos”, diz Reynolds.

“Adicionar alvejante à lavadora ajuda a eliminar bactérias desagradáveis (mas pode danificar cores e algumas fibras sintéticas) e despejar um pouco de vinagre no ciclo de enxágue faz o mesmo truque, pois possui propriedades antibacterianas e quebra os óleos que atraem bactérias em suas roupas”, diz Marilee Nelson, co-fundadora da marca Branch Basics, de produtos de limpeza natural, dos Estados Unidos.

Com que frequência você deve lavar a roupa suada?

Se o seu treino não deixou sua camisa totalmente encharcada, você pode usá-la de novo. Dito isto, pendure para secar assim que chegar em casa. “A luz UV é prejudicial para as bactérias, portanto a secagem ao sol, em particular, mata a grande maioria das bactérias”, diz Reynolds.

Uma exceção: tops esportivos ou qualquer blusa com sutiã embutido. “A pele sob os seios das mulheres é um local comum para infecções fúngicas”, alerta Reynolds. Então você deve lavar as peças que se agarram a essa área para garantir que não espalhe bactérias nocivas.

No que diz respeito a shorts e leggings, é melhor lavá-las o mais rápido possível. “Você deve lavar qualquer coisa que entre em contato com a virilha com mais frequência”, diz Reynolds – especialmente se você costuma usar os mesmos shorts ou leggings. Eis o motivo: esta área do seu corpo é super suscetível a irritações e infecções por fungos. Dar a um par de calças a chance de acumular bactérias e depois usá-las novamente significa que você corre o risco de contrair uma infecção lá embaixo.

Leia mais

Profissionais esclarecem com que frequência você deve lavar seus lençóis

Não pule a lavagem das meias, mesmo que você ache que seus pés permaneceram frios e sem suor durante a corrida matinal. “Você pode não perceber um odor saindo, mas as meias devem ser lavadas após cada treino, já que a maioria das pessoas raramente lava o tênis e pode estar segurando bactérias nocivas”, diz Reynolds.

Quando se trata dos calçados, “se o seu tiver um forro removível, coloque-os em uma sacola para lavar roupas e lave semanalmente”, sugere Reynolds. Além disso, borrife-os por dentro e fora com um spray desinfetante ou polvilhe-os com bicarbonato de sódio. Em seguida, deixe ao sol para obter um poder extra de eliminação de bactérias entre os treinos.

O tecido também influencia na lavagem

Você pode levar mais tempo para lavar as roupas se elas forem feitas de fibras naturais. As fibras sintéticas foram construídas especialmente para absorver o suor e mantê-lo fresco, sim. Mas quando se trata de abrigar bactérias desagradáveis, elas são as piores.

“As bactérias se agarram mais às fibras sintéticas do que às naturais”, diz Reynolds. Por outro lado, tecidos naturais como lã e algodão respiram melhor e não retêm quase o mesmo número de bactérias – e, por causa disso, você pode usá-los para vários treinos sem limpar e ainda evitar o fedor.

O conselho de Reynolds se você estiver usando tecidos naturais: acompanhe quando você se exercita e quantas sessões você consegue realizar antes que essas roupas comecem a cheirar.