Kim Kardashian posta foto e chama atenção para psoríase

Por Thais Bello

Foto Reprodução/Instagram

59Uma foto publicada por Kim Kardashian no Instagram causou polêmica nas últimas semanas. Na legenda da imagem, ela escreveu: “É psoríase por todo o meu rosto…”.

Foto Reprodução/Instagram

O que num primeiro momento foi chamado por um site de entretenimento norte-americano de “bad skin day” –em português, “dia de pele ruim” –, foi posteriormente explicado pela própria socialite como sendo uma exacerbação de psoríase. Trata-se de uma doença de pele que ela trata há 8 anos e que acomete 2% da população mundial.

Em dezembro de 2018, a famosa já havia pedido ajuda no Twitter, quando perguntou aos seguidores o que já tinham usado e o que tinha ajudado, pois a doença teria se espalhado por todo o corpo.

Mas o que é psoríase?

A psoríase é uma doença crônica de pele que se apresenta de diversas formas, podendo acometer qualquer parte do corpo, incluindo o couro cabeludo, palmas das mãos, solas dos pés e as unhas. Não é raro que ocorra mais de um caso na mesma família, pois existe um papel importante da genética. A doença pode também aparecer após o uso de alguns medicamentos ou infecções.

A forma mais comum da psoríase são placas vermelhas que descamam e se localizam nos cotovelos e joelhos. Contudo, elas também podem surgir no restante dos membros e no tronco, causar alterações nas palmas das mãos, solas dos pés, nas unhas ou no couro cabeludo. Elas, inclusive, podem ir e voltar ao longo de anos e ser confundidas com outras doenças.

Leia mais

Câncer de pele: como se proteger do sol de acordo com seu tipo de pele
Você conhece os tipos de câncer de pele?

As descamações podem apresentar algumas crises de piora, principalmente quando o paciente se autodiagnostica ou se submete a tratamentos equivocados. Por este motivo, o diagnóstico e o tratamento correto devem ser feitos por um médico dermatologista. Buscar soluções milagrosas no Twitter não é uma boa estratégia.

Ela tem cura? O que é necessário fazer?

Psoríase não tem cura, mas tem controle. A maior parte dos casos é leve e pode ser tratada com medicações aplicadas na pele. Casos mais severos podem ser tratados com sucesso com medicações orais ou injetáveis.

Assim como Kim Kardashian, muitas mulheres e homens tentam cobrir suas lesões para driblar os olhares preconceituosos. Apesar de ser muito comum, as pessoas que têm psoríase sofrem com o preconceito de quem, por desinformação, evita o contato ou se afasta por acreditar que se trata de doença contagiosa. Contudo, é importante ressaltar que psoríase não passa de uma pessoa para a outra.

Tem alguma dúvida? Quer continuar a conversa? Pode me escrever pelo Instagram @drathaisbello.

Um beijo,

Thais Bello.

*Thais Bello é médica dermatologista, formada pela Faculdade de Medicina da USP, com residência médica no Hospital das Clínicas (USP) e mestrado em Oncologia pelo Hospital do Câncer (A.C Camargo), em São Paulo.