Queria fazer ioga, mas estou enferrujada. Algum truque para dar flexibilidade?

Foto: Shutterstock.

Queria experimentar ioga, mas sou muito enferrujada. Algum truque para facilitar a flexibilidade?

A dica da Anna Ivanov, presidente da Intenational Yoga Teacher’s Association (IYTA) do Brasil é: se jogue direto na modalidade. As aulas de ioga não são para pessoas flexíveis, mas exatamente para dar flexibilidade, “e não só física, mas também emocional e mental”, acrescenta Anna. Experimente se inscrever em um estúdio que tem ioga como carro-chefe, onde o instrutor poderá indicar os movimentos corretos de acordo com as suas necessidades. Em academias e clubes, o professor geralmente não consegue dar uma atenção individual ao aluno.

Surgiu uma bolinha vermelha semelhante a uma espinha na entrada da minha vagina, sumiu sozinha. Devo me preocupar?

Se isso for recorrente, sim. “A vulva contém glândulas sebáceas que podem ficar obstruídas por costuras da calcinha ou calças apertadas, ocasionando acne no local”, explica Erica Mantelli, de São Paulo, ginecologista e obstetra especializada em sexologia. É mesmo uma espinha e ela costuma desaparecer apenas com higiene adequada. Caso aconteça sempre ou venha acompanhada de dores, procure um dermatologista para indicar o tratamento correto.

Como agir se um ex colega de trabalho roubou minha ideia profissional?

Com calma. Não adianta espernear de raiva, se você vai compartilhar uma ideia, esteja disposta a abrir mão para outros usarem. “No mundo corporativo atual, fazer sugestões não significa ser proprietário delas”, aponta Rafael Souto, fundador da empresa de consultoria Produtive Carreira e Conexões com o Mercado, de São Paulo. Sinta-se orgulhosa de ter pensado em um negócio de impacto que está sendo levado em prática em outro lugar – mesmo que você não se beneficie dele. “É sempre bom lembrar: pensamento de posse não combina com o mercado de negócios tecnológico, no qual nada é inédito”, diz Rafael. Na próxima, guarde para si.

Ando estressada e nem o treino me acalma. Ele não deveria me fazer relaxar?

Sim, mas ao mesmo tempo em que o exercício regula o nível de cortisol, hormônio do stress, também é prejudicado por ele. “Pense como se fosse um ciclo: a pessoa estressada dorme pouco e se alimenta mal, isso faz com que o treino seja menos intenso e o retorno, menor, o que pode irritar ainda mais”, esclarece Luiz Carnevali Junior, fisiologista e especialista em metabolismo, de São Paulo. Nesse caso, o ideal é tentar relaxar antes, mudando seus hábitos comportamentais (que tal pedir um dia de folga?), alimentares (comidas com muito agrotóxicos aumentam o cortisol no organismo) e até de descanso (uma tarde vendo TV pode ser mais eficiente para você do que sair com as amigas).

Meu namorado está se mudando para o meu (minúsculo) apartamento junto com seus móveis. Como decidimos o que fica?

Esteja ciente do real significado do seu apego por cada peça. Implicar com a poltrona horrorosa que ele insiste em levar, na verdade, é uma maneira de tentar impedir que a sala de estar que você demorou tanto para decorar se transforme em algo totalmente novo. “Ser honesta desde o primeiro momento e saber fazer concessões é o mais importante. Lembre-se que, apesar do espaço ser seu, a escolha de dividi-lo também foi sua”, diz Thaís Yacote, psicóloga e terapeuta comportamental, de São Paulo. Comecem abrindo mão do que, apesar de ter valor sentimental, não é funcional. Nessa nova etapa da vida, vocês vão criar memórias novas.

Quero me aventurar como chef em minha cozinha. Existe uma faca que seja a mais importante?

O kit ideal é composto por quatro, “a de pão, grande e serrilhada para não quebrar a casca, a de chef, lisa, grande e afiada, para fatiar, a de legumes, menor e para alimentos mais delicados e a de mesa, pequena e com serras”, indica Bruna Pavão, chef e nutricionista, de São Paulo. Prefira ainda as de aço inoxidável ou cerâmica, que duram mais.

Qual a diferença entre alergia e intolerância a um alimento?

Na alergia, o sistema imunológico entende o componente como uma ameaça ao organismo. “A reação é intensa, podendo gerar inclusive choque anafilático, que consiste em inchaço, dificuldade para respirar e até desmaios”, explica Ana Luisa Vilela, endocrinologista e nutróloga, de São Paulo. Já na intolerância, é o sistema digestório que não aceita totalmente o alimento. “Ele dificulta a digestão, podendo até haver inflamação intestinal, mas não chega a desencadear um quadro alérgico grave”, diz Ana.

Depois de quanto tempo tentando engravidar sem sucesso devo me preocupar com a possibilidade de ser infértil?

Um ano. A fertilidade feminina é determinada pelo bom funcionamento de várias etapas, desde a ovulação mensal regular, boa qualidade do óvulo e trompas permeáveis até um endométrio receptivo e útero saudável, que permita o desenvolvimento do feto. “Como 90% dos casais são férteis, só se justifica o incômodo de tantos exames para cada fator se o casal não conseguir engravidar em 12 meses de tentativa”, explica Flávia Maciel Mendonça, ginecologista e obstetra de São Paulo, especializada em endometriose. Caso a mulher já tenha mais de 35 anos, a investigação deve começar com seis meses de tentativa sem sucesso.

É verdade que tomar várias pílulas anticoncepcionais de uma vez pode ter o mesmo efeito que a pílula do dia seguinte?

Sim. Mas não é qualquer anticoncepcional e nem em qualquer dosagem. “Esse método é conhecido como Yuzpe. Se trata de uma combinação elevada de estrógeno e progesterona que tem o mesmo efeito do levonorgestrel, presente na pílula de emergência”, explica Elizabeth Trezza, ginecologista e obstetra de São Paulo. O problema é que a quantidade desses hormônios varia dependendo do seu anticoncepcional. Além de precisar de acompanhamento médico para determinar a dosagem correta, esse método ainda é menos eficaz: enquanto a taxa de falha da pílula do dia seguinte é de 1,1%, se ministrada dentro de 72 horas, a do método Yuzpe é de 3,7%.

 

>> Quer tirar uma dúvida com a gente? Envie um email para perguntewh@revistawh.com.br