Mãe amamenta filho de 5 anos para defender desmame tardio

Por Ana Paula Ferreira

Mãe amamenta filho de 5 anos para provar que é normal esperar o desmame
Foto Reprodução/Instagram

Uma mulher que ainda amamenta seu filho de cinco anos usou o Instagram para mostrar a outras mães que é normal esperar o desmame independente da idade da criança.

De acordo com o Daily Mail, Amy Hardcastle, de Lancashire (Inglaterra), quer quebrar o estigma sobre a amamentação prolongada e mostrar para as pessoas que esse é um processo totalmente natural, não algo para se considerar estranho.

Quando Max nasceu, em 2013, Amy não se sentia à vontade para amamentá-lo em público. Foi com o passar do tempo que ela começou a ficar mais confortável com a situação.

Seis meses depois, ela começou a desmamar o filho com a ajuda da papinha. Contudo, após entrar para um grupo de apoio de mães, ela aprendeu sobre os benefícios do leite materno e se questionou sobre porque pararia tão cedo.

Leia mais

Técnico de Serena Williams pediu para tenista interromper amamentação
Bella Falconi chora e desabafa por não conseguir amamentar filha
Após perder seio por câncer, mulher emociona ao amamentar filho

“Eu amamentei Max por cinco anos. Hoje ele mama agora algumas vezes por semana, mas nenhum de nós decidiu parar de amamentar ainda”, disse ela. “Tento mostrar que só porque não é a norma cultural daqui, não se torna errado. A amamentação faz todo sentido, pois meu corpo continua produzindo leite para sustentar e nutrir meu filho”, completa.

Ela conta que não tinha muitas informações sobre a amamentação antes de ficar grávida. Para Amy e sua mãe, seis meses era um bom período para alimentar seu filho dessa forma.
Porém hoje ela garante que só vai parar de dar leite materno a Max quando ambos estiverem prontos. “Eu não dou ao meu filho leite materno com comida. Se ele está com fome, ele come. Se ele quer mamar, então amamento. O leite materno nunca deixa de ser bom”, explica.

Mãe amamenta filho de 5 anos para provar que é normal esperar o desmame
Foto Reprodução/Instagram

Para Amy, este processo se tornou ainda mais fácil com o passar dor anos. “Fica mais fácil amamentar à medida que eles envelhecem. Você não precisa dar leite a cada duas horas, então pude começar a usar roupas normais, porque sabia que não precisaria tirá-las até chegarmos em casa.”

Outro ponto positivo que ela ressalta é o de que é possível conversar com a criança sobre a amamentação. “Posso dizer para ele que meus seios estão doloridos ou pedir que espere até mais tarde.”

Apesar de ter um retorno positivo dos internautas, Amy recebeu algumas críticas por suas fotos de amamentação compartilhadas no Instagram.

“De vez em quando recebo algo desagradável ou agressivo, mas não ligo muito e bloqueio. […]“Objetivamente, é uma função humana natural, mas subjetivamente as pessoas têm suas opiniões – e nenhuma delas é relevante para mim”, dispara ela.

“Eu não julgo mães que não amamentam, mas gostaria que todas tivessem acesso ao apoio e à informação para se certificar de que estão fazendo escolhas certas. Depois disso, cabe a elas saberem o que é melhor para sua família.”