Como fica um piercing inflamado? Veja 10 fotos para saber identificar

Por Korin Miller, da WH EUA

piercing inflamado
Foto Shutterstock

Em um mundo perfeito, você perfura as orelhas e passa o resto da vida com brincos bonitos. Na realidade? Você pode acabar com um piercing inflamado – e que pode ficar realmente feio.

Felizmente, inflamações em piercings não são uma regra. Se você fizer o furo com um profissional bom e praticar os pós-cuidados, provavelmente estará bem. Ainda assim, esse problema pode acontecer.

Se você achar que seu piercing está parecendo ou se sentindo um pouco estranho, pode ser difícil dizer a diferença entre uma pequena irritação e uma infecção completa. Mas Kenneth A. Kaplan, otorrinolaringologista (médico de ouvido, nariz e garganta) da ENT e Allergy Associates em Nova Jersey, e Leila Mankarious, médica especialista em orelha, nariz e garganta da Massachusetts Eye and Ear, ambos dos Estados Unidos, estão aqui para esclarecer as dúvidas sobre piercing inflamado.

Além disso, as 10 fotos à frente (nos desculpem por isso) podem ajudá-la a identificar se você está realmente lidando com uma infecção.

Como os piercings nas orelhas ficam inflamados?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por tiny mapul elf ➹ (@waxandsulfur) em

Qualquer pessoa pode passar por isso, mas geralmente ocorre devido a uma das duas principais razões, diz o Dr. Kaplan: ou o local não foi adequadamente esterilizado antes da perfuração ou você não tomou muito cuidado depois que o fez.

Tocar muito no seu piercing, embora ainda seja uma ferida aberta, também pode expô-lo a bactérias que podem causar uma infecção.

Apenas novos piercings nas orelhas são infectados?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Hayley Callaghan (@hailz_c) em

Se você perfurou as orelhas há tempos, não está totalmente enganado, mas corre o risco de desenvolver uma infecção aleatoriamente. “É mais provável que as infecções ocorram durante a primeira semana após o furo, mas podem surgir mais tarde”, diz Kaplan.

Leia mais

Mulher tem membros amputados após contrair infecção da saliva de cachorro
Eca! Morder as unhas pode causar infecção por fungos

Mas os sintomas da infecção não aparecem no momento em que o piercing é exposto a bactérias. “Surpreendentemente, as infecções normalmente não ocorrem até três a sete dias após o piercing inicial, às vezes mais”, diz o Dr. Mankarious. “As bactérias precisam de tempo para proliferar”.

Quais piercings têm maior probabilidade de serem infectados?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Kristi Nichole Zick (@kizicki0825) em

Existem muitas opções para perfurar na orelha e a infecção pode ocorrer em qualquer uma delas. Dito isto, alguns pontos são mais arriscados que outros. “Os piercings que passam pela cartilagem têm muito mais probabilidade de serem infectados e são mais difíceis de tratar do que as infecções pelo lóbulo da orelha ou pelos tecidos moles logo acima do lóbulo”, diz Kaplan.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Emily Powell (@eclectic_emi) em

Mankarious concorda. “As infecções são mais prováveis de ocorrer em áreas onde o suprimento sanguíneo é baixo e a cartilagem é notória por um suprimento sanguíneo baixo”, explica ela. “Infecções por cartilagem podem ser particularmente perigosas apenas por esse motivo”. Em outras palavras, é difícil para anticorpos e antibióticos chegarem ao local da infecção quando está na cartilagem, dando à infecção a oportunidade de assumir o controle.

Como posso prevenir?

Um fator importante é escolher uma loja de piercings que seja higiênica. “Em geral, quanto mais experiência alguém tem em fazer piercings – com reputação de bons resultados – maiores são as chances de um resultado favorável”, diz Kaplan. Leia as resenhas do local e do profissional com antecedência. E se você for a uma loja de piercings e parecer que não está limpo ou não tiver uma boa vibração, vá para outro lugar.

O ponto em seu ouvido que você escolhe também é importante. “Nenhum médico jamais recomendará perfurar a cartilagem da orelha”, diz Kaplan. Claro, isso nunca impediu ninguém. É por isso que seguir as instruções de cuidados posteriores é tão crucial, mesmo depois que parece que seu piercing está completamente curado. “Não seguir rigorosamente as instruções de atendimento pós-piercing aumentaria as chances de ficar com o piercing inflamado”, diz Kaplan.

Como uma inflamação parece?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Heather M. (@hazelclover) em

Kaplan diz que um piercing inflamado menor apresenta os seguintes sintomas:

Vermelhidão
Pus
Sensibilidade
Inchaço

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jess C (@jxcadds) em

Você pode tratar uma infecção menor em casa. Kaplan recomenda voltar ao local onde você fez o piercing para avaliar a área (desde que, é claro, o local seja respeitável). Os lugares que fazem piercings vêem esse tipo de coisa o tempo todo e devem poder recomendar os próximos passos com base na sua situação.

Em geral, Kaplan diz que a recomendação é limpar o local pelo menos três vezes ao dia com peróxido de hidrogênio ou álcool e aplicar uma pomada antibiótica tópica pelo menos uma semana.

Como é uma infecção grave?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por abruise me (@abruise.me) em

Uma infecção mais grave teria vermelhidão forte, dor e sensibilidade, secreção e inchaço maior, diz Kaplan: “Infecções ainda piores podem ter o pus drenando do local, formação de abscesso ou aparência de tecido mole avermelhado no local”, diz ele.

Se a pele ao redor do piercing ficar vermelha e macia e você tiver febre, pode estar lidando com celulite bacteriana, uma infecção comum e potencialmente grave da pele.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Kasey (@kasey_crunch) em

Leia mais

Mulher sofre infecção horrível após fazer sobrancelha com microblading
Mulher fica com pé roxo após pegar infecção em pedicure

Obviamente, você também pode ter alergia à joia e isso pode parecer uma infecção. Infelizmente, porém, pode ser difícil para os não médicos descobrir a diferença, diz Mankarious. “Os profissionais costumam pensar em alergias com base no histórico de alergias a metais, bem como na falta de resposta ao tratamento com antibióticos”, diz ela. Portanto, se você não tiver certeza, é melhor consultar um documento.

Como você pode tratar um piercing inflamado?

Se você acha que precisa consultar um médico, faça isso. Você pode precisar de antibióticos orais e, se tiver abscessos, eles precisarão ser drenados.

Se trata-se de uma infecção grave ou que envolve a cartilagem, provavelmente precisará remover o piercing. “O local precisa de tempo para descansar e o sistema imunológico se acalmar”, explica o Dr. Mankarious. “A falha na remoção da joia em tempo hábil pode resultar na necessidade de hospitalização por antibióticos intravenosos e/ou intervenção cirúrgica para drenagem do pus ou para cortar o tecido doente não recuperável, com maior possibilidade de deformidade como resultado”, explica Kaplan. Então, você não quer isso, né?

Isso não significa que você tenha que viver sem piercings. “Ter uma infecção não significa que não poderá perfurar novamente, mas sim que a técnica em torno da limpeza ou do metal usado foi inadequada para suas necessidades”, diz Mankarious.

Na maioria das vezes, você pode tratar infecções em casa se as identificar cedo o suficiente. Mas se ela parece estar piorando, não melhora ou você está com um mau pressentimento, não hesite em consultar um médico.