6 resoluções que os terapeutas sexuais querem que você tente

Por Krissy Brady

Muitas de nós fazemos as mesmas listas de resoluções ano após ano: comer menos junk food, se dedicar aos exercícios, seguir um orçamento e beber menos vinho (ok, talvez não esse último). O ponto é, estamos nos abstendo das resoluções que, na verdade, são mais divertidas – como transar mais.

Prometer fazer do ano novo algo mais energético pode trazer maravilhas à sua vida amorosa, independentemente se você está num relacionamento ou não. Além disso, muitas pessoas estão entrando nessa, inclusive os terapeutas sexuais. “No começo do ano passado eu resolvi que iria ter mais iniciativa para fazer sexo, porque eu usualmente deixava isso para o meu parceiro”, diz Jess O’Reilly, sexologista residente e expert em relacionamento no Astroglide. “Ele não reclama, mas eu vejo no meu trabalho como isso é algo importante, então eu queria ser proativa.”

E fazendo isso ela descobriu muito mais sobre si mesma (e sobre sua libido), incluindo por que dar o primeiro passo nunca foi uma coisa normal para ela. “Eu sou muito confiante quanto às minhas habilidades, mas não com relação à iniciativa”, diz ela. “Meu roteiro erótico está firmemente enraizado no sentimento de ser desejada. Eu fico excitada quando me sinto almejada.” Então O’Reailly pediu para que seu parceiro a ajudasse a se sentir desejada durante todo o dia, não somente antes de transar. Ta-daaaaa!

“Como as resoluções geralmente se centram em torno da mudança, elas podem promover o crescimento sexual — e isso ee capaz de potencializar seu relacionamento com seu parceiro, suas partes íntimas e sua libido”, diz O’Reilly.

Pronta para começar? Aqui estão seis resoluções aprovadas pelos especialistas, para aquecer 2017.

Diga ao seu parceiro como você quer se sentir durante o sexo

“É mais fácil dizer como você quer se sentir durante o sexo do que revelar cada detalhe das suas fantasias (não que você não tenha que compartilhar essas também). Então, se você fantasiou em fazer sexo com vários homens e mulheres, pense sobre o sentimento associado a essa imaginação. Diga ao seu parceiro como fazer você se sentir do jeito certo. Você certamente pode compartilhar a fantasia, mas não ignore os sentimentos associados – eles são a força motriz por trás dela.” — Jess O’Reilly, Ph.D.

Coloque-se em primeiro lugar

“Não apenas busque pelo prazer do seu parceiro sem compartilhar o que a excita. Você merece ter uma experiência satisfatória também.” – Jane Greer, Ph.D., autora de What About Me? How to Stop Selfishness From Ruining Your Relationship, ainda sem versão em português.

Gaste 15 minutos por semana se excitando

“Crie uma janela de 15 minutos, uma vez por semana, na qual você e seu parceiro se comprometem a gerar uma excitação que pode levar ao desejo – e talvez ao sexo. Entretanto, esse exercício não tem a intenção de levar ao sexo toda vez. É sobre excitar-se. Estudos mostram que em relações de longo termo o desejo muda de espontâneo para atencioso, e a vontade de transar responde à excitação. Durante aqueles 15 minutos, vocês podem transar, tomar um banho juntos, assistir pornô ou ler algum conto erótico.” — Ian Kerner, Ph.D., autor de She Comes First, ainda sem versão em português.

Descreva o que você faria e não faria na cama

“Crie três listas diferentes: uma com o que você faria na cama, outra com coisas que você gostaria de tentar, e por último, coisas que você definitivamente passaria. Na primeira lista, escreva todas as coisas sexuais que você sabe que gosta ou tem bastante certeza de que gostaria de testar. Basicamente, todas as coisas para as quais você diria sim. Depois, faça o mesmo para as coisas que você pode querer tentar e as que você não gostaria de fazer. Isso incrementa um perfil provocante e perspicaz à sua sexualidade, o que ajuda você a aprender especificamente quais são os seus desejos e limites.” — Carol Queen, Ph.D., sexologista na Good Vibrations.

Fale sobre sua fantasia favorita

“Discuta quais são suas fantasias favoritas com o parceiro. Isso vai aumentar a intimidade emocional entre vocês e a ajudá-la a riscar da sua lista sexual alguns dos afazeres mais sensuais. A maioria dos casais nota que sente um maior senso de confiança com os seus parceiros quando eles discutem e/ou realizam seus desejos mais íntimos.” – Kat Van Kirk, Ph.D., terapeuta licenciada em casamento e família e terapeuta sexual.

Gaste tempo focando em memórias sexuais

“Se tudo que você pensa é sobre coisas nada sensuais, como trabalho, filhos e outras obrigações, como vai se sentir sexy? Comece a se empoderar sexualmente ao focar nos momentos em que você se sente incrivelmente excitada. Depois, tente sentir as emoções ligadas a essas memórias. Isso pode dar resultados poderosos como reprogramar seu subconsciente e encher o seu corpo de endorfina. Seu cérebro não sabe se você está pensando em coisas sensuais ou se está experimentando um sexo incrível!” — Ava Cadell, Ph.D., autora de NeuroLoveology, ainda sem versão em português.