Passo a passo: como parar de tomar a pílula

Largar o anticoncepcional não precisa ser tão difícil

Foto: Shutterstock.

Por Krissy Brady

Não importa quão confiante você esteja sobre trocar para um novo método contraceptivo, parar de tomar a pílula pode ser tão assustador quanto terminar com alguém. Especialmente quando o anticoncepcional tem alguns benefícios como períodos menstruais mais leves e menos cólicas.

“O que a mulher passa quando ela para com a pílula varia muito”, diz Sara Twogood, professora assistente da clínica de obstetrícia e ginecologia na Keck School of Medicine, na Califórnia (EUA). “Isso depende da quantidade de tempo que a mulher fez o uso da pílula e das razões pela qual ela começou a tomar naquele período.” Felizmente, se você decidir que é a hora de parar com o anticponcepcional, aqui está o passo a passo para fazer essa transição a menos dramática possível.

Passo um: Converse com a sua ginecologista

Idealmente, sua jornada pós-pílula deve começar com uma breve visita à sua médica, especialmente se está preocupada sobre os efeitos colaterais ou precisa de uma forma alternativa de contracepção, diz Twogood. “Se você usava a pílula estritamente para não engravidar e sua menstruação não era tão desregulada, não vai perceber grandes mudanças quando parar de tomar o anticoncepcional”, diz Kelly M. Kasper, ginecologista obstetra na Indiana University Health. Mas se o seu ciclo normal consistia em seus ovários aterrorizando o seu corpo ou aparecendo quando lhe der na telha, esteja preparada.

Passo dois: Esteja preparada

Se antes da pílula você sofria com as cólicas, invista em remédios para cólicas, bolsinhas térmicas e exercícios relaxantes como ioga, sugere Twogood. “Ter em mãos um aplicativo ou um calendário para controlar os sintomas e o ciclo menstrual podem ajudar as mulheres que anteriormente tinham períodos irregulares ou sintomas da TPM desagradáveis”, ela diz. E se você começou a tomar a pílula por motivos dermatológicos, certifique-se de que você tem um bom regime de cuidados da pele para ajudar a diminuir quaisquer surtos, diz Kasper.

Passo três: Largue a pílula

O processo de parar com o anticoncepcional é muito autoexplicativo: Somente pare de tomar, preferencialmente depois de parar com a cartelinha que você está tomando, segundo Sherry Ross, ginecologista obstetra do Providence Saint John’s Health Center, da Califórnia. Parar no meio de uma cartela pode causar escapes.

Passo quatro: Deixe o seu corpo trabalhar

Para algumas mulheres, o período de adaptação depois de parar com a pílula pode ser como uma volta na montanha russa – períodos mais fortes, cólicas, alterações de humor, e aparecimento de espinhas, segundo Twogood. No entanto, se você experimentou sensibilidade mamária, dores de cabeça, náuseas ou hemorragias enquanto tomava a pílula, esses efeitos devem desaparecer muito rapidamente, uma vez que você parou de tomá-la. (Ufa). Seu ciclo normal irá retornar naturalmente dentro de um ou dois meses.

Passo cinco: Fique de olho nas coisas

“Depois de parar com a pílula, você deve esperar por dois ou três meses para ver o que acontece com o seu ciclo menstrual”, diz Ross. Depois disso, seu corpo voltará ao funcionamento natural. Mas se você bater a marca dos três meses e ainda não obteve uma menstruação regular, verifique se os seus hormônios estão funcionando normalmente. O mesmo vale para o sangramento irregular ou frequente (digamos, enchendo um absorvente a cada hora) ou dores que não são controladas por medicamentos, diz Kasper. Se algo parecer fora do normal, sempre siga seus instintos.