De manhã cedo, depois do almoço, à noite, para definir ou relaxar, é sempre saudável fazer uma caminhada. Os inúmeros benefícios incluem: melhora da capacidade cardiorrespiratória e resistência muscular das pernas, redução dos níveis de colesterol e triglicérides, diminuição da gordura corporal quando acompanhada de uma alimentação balanceada, e ainda o retardo dos efeitos da osteoporose. Confira as dicas para aderir à atividade.

Qual o ritmo ideal?
O ideal é começar em um ritmo mais lento, respeitando os limites do corpo, e aumentar a intensidade das passadas aos poucos, sempre respeitando o ritmo do seu organismo, até que se consiga caminhar vigorosamente por no mínimo 45 minutos, três vezes por semana.

Que sapato escolho?
O tipo de tênis usado na caminhada é tão importante quanto o usado corrida, afinal sua pisada pode ser neutra, pronada ou supinada, e precisar de estruturas específicas. Para evitar possíveis torções, é recomendável usar um tênis confortável, leve e de preferência com algum tipo de amortecimento.

E se não tenho tempo?
Mesmo quem não mora próximo de um parque ou de uma praça – ou não tem tanto tempo para praticar a atividade –, pode se beneficiar com mudanças de hábitos simples. Deixe o carro na garagem, vá até a padaria andando ou opte pela escada ao invés do elevador. Estudos mostram que o exercício cumulativo promove praticamente os mesmos benefícios que o exercício contínuo. Então, não há desculpa: quem não tem tempo pode fracionar a caminhada em pequenas doses durante o dia.

 

jose-bento-compJosé Bento de Souza é ginecologista e obstetra. Formou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Mogi das Cruzes e fez residência médica no Hospital das Clínicas. Foi professor Titular da Universidade de Taubaté.
www.drjosebento.com.br

COMPARTILHAR