Aprenda truques para ter cabelos crespos e cacheados ainda mais incríveis

Cachos finalmente estão recebendo a atenção que merecem. Mas, como lidar com uma textura que você vem escondendo a vida inteira?

Shutterstcok

Por Bianca Cristina Souza

Durante décadas, mulheres sacrificaram o que fosse para alcançar o liso perfeito – até mesmo correndo o risco de perder algumas mechas de cabelo ou sofrer queimaduras no couro cabeludo. Seja através de químicas ou técnicas mecânicas, 72% das brasileiras alisam os cachos, segundo uma pesquisa recente da marca Dove. Felizmente, esta realidade vem sendo transformada – entre as jovens até 14 anos, 58% já assumem a textura.

E há ainda o time daquelas que, um dia, simplesmente acordaram com o cabelo mais curvado. “Enquanto cabelo liso é o resultado de um gene recessivo, o cacheado vem de um gene dominante, mas ele precisa ser ativado para dar as caras”, explica a dermatologista norte-americana Melissa Piliang. E o que liga esse interruptor? “Hormônios”, revela.

Muita informação para digerir? Calma! WH preparou um guia – sem enrolação – tanto para as novas cacheadas como para as que, só agora, vão assumir.

Posso ter alguns fios mais cacheados e outros mais lisos? 

Sim. Wilie Mitchel, do Studio W. Mitchel, de São Paulo, observa que eles se diferem na intensidade da curvatura, “indo de ondas leves até uma curvatura semelhante a um ‘8’. Quanto mais suave o arqueamento, mais fácil a oleosidade natural chega às pontas”, explica. É por isso que os cabelos com cachos, normalmente, necessitam de mais umidade para se manterem bonitos e saudáveis.

Como devo lavar cabelos cacheados?

A melhor forma de higienizar os fios, sobretudo os crespos, é praticamente um consenso entre os profissionais. “A técnica de pouco shampoo é a mais indicada para manter a hidratação das mechas”, ressalta Almiro Nunes, do salão Clinica de Cachos, de São Paulo. Isso porque esse produto costuma conter muitos ativos artificiais, que ressecam os fios. “E, mesmo usando pouco, fique longe dos que tenham sal ou algum produto com derivados de petróleo e silicones insolúveis. Além de deixarem os cabelos pesados e opacos, eles vão ficando depositados nos fios e comprometem a vitalidade”, alerta Soraia Ferretti, diretora e fundadora do salão Lunablu, de São Paulo. Dilua o shampoo na água antes de esfregar ou procure por produtos classificados como “low poo”, que contém menos desses extratos, ou parta para a técnica de “no poo”, descrita a seguir.

E o que é No Poo?

A técnica nada mais é do suspender o uso de shampoo. Claro que esta forma de tratar os fios exige cuidados especiais, como não usar leave-in e produtos de estilização que contenham em sua fórmula ingredientes como óleo mineral, petrolatos, vaselina e parafinas. “Na verdade, é o sulfato presente no shampoo que consegue fazer uma limpeza mais profunda, especialmente desses ativos artificiais”, diz Wilie, “por isso, antes de iniciar a técnica no poo, procure um profissional para orientá-la a remover de forma correta todos os resquícios que ainda estão nos seus fios”. Uma vez feita a limpeza completa, a higienização passa a ser apenas com condicionadores livres de silicones.

Que produtos uso para definir os cachos?

Opte pelos de extratos naturais e óleos 100% vegetais, que repõem os nutrientes dos fios e não deixam vestígios que ressecam. Após a aplicação, invista no processo de fitagem. “Ele consiste em apenas passar os dedos entre as mechas, separando o cabelo em ‘fitas’, o que ajuda na formação dos caracóis”, explica Almiro. Porém, o profissional adverte que não há regras, somente experimentando vários produtos você vai encontrar o melhor para você.

Qual o segredo para um day after maravilhoso?

Essas texturas costumam amanhecer amassadas e com frizz por conta da pressão que a cabeça exerce sobre o travesseiro. Para driblar o problema, Soraia Ferretti, diretora e fundadora do salão Lunablu, de São Paulo, indica: “o ideal é ‘envelopar’ o cabelo em um lenço de cetim, formando uma touca, ou usar a própria fronha do tecido. Assim, não haverá o aparecimento do frizz e ficará muito mais fácil manter os cabelos bonitos também no dia seguinte”. Claro que a saúde dos fios importa muito. “Os saudáveis apresentam muito mais definição”, diz Almiro. Se não teve jeito e eles acordaram desanimados, Soraia indica borrifar soro fisiológico, para devolver a hidratação.

Não posso usar nenhum tipo de produto com calor?

Assim como em toda textura, o uso deve ser feito com cuidado. Como os cacheados são mais propensos ao ressecamento, a aplicação de protetor térmico antes de modelar é indispensável para mantê-los a salvo do calor do difusor ou babyliss. Mas, se for aderir às técnicas de low ou no poo, lembre-se de procurar por produtos livres de sulfatos e parabenos.

Qual é a melhor forma de usar o difusor?

Existem dois objetivos para o uso do difusor: acelerar a secagem quando você não quer os fios ao vento ou aumentar o volume. Almiro ensina que a melhor forma de conseguir o segundo é inclinar a cabeça para o lado direito enquanto posiciona o secador por baixo, na região da raiz, e repetir o processo do outro lado. “Eliminar o excesso de água da raiz do cabelo faz com que tenhamos um resultado mais positivo em todo o comprimento, já que o fio fica mais leve”, explica.

Qual é a melhor forma de se cortar os cachos?

Uma regra que vale para onduladas a crespas: nunca corte o cabelo molhado. Esses tipos de cabelos têm uma característica chamada ‘fator encolhimento’, que nada mais é do que o comprimento ‘perdido’ durante o processo de secagem das mechas, já que, quando molhados, ficam mais pesados e aparentam ser maiores. Fazer o corte com o cabelo seco ajudará a visualizar melhor o resultado final. “Com o cabelo seco, nós conseguimos moldar o formato, direcionando o volume para as regiões que queremos”, explica Almiro.

COMPARTILHAR