É normal ficar com a vagina muito apertada na hora do sexo?

Por Kasandra Brabaw – Women’s Health EUA

Vagina muito apertada
Foto Shutterstock

É uma conclusão lógica: se dói quando um parceiro tenta colocar o pênis ou um brinquedo dentro de você – ou nem mesmo consegue colocar –, então deve haver algum “problema de vagina muito apertada”, certo? Ehhh, não exatamente.

Existem várias razões pelas quais você pode ficar com o canal vaginal estreito para a penetração. Esse, na verdade, é um problema muito comum que os ginecologistas ouvem falar. Mas é um equívoco que sentir uma sensação de tensão significa que você realmente tem menos elasticidade lá embaixo – e pensar que isso pode impedir você de encontrar uma solução real (e, em muitos casos, fácil!).

“A verdade é que as vaginas são completamente elásticas”, diz a ginecologista Susan Khalil, diretora de saúde sexual do Mount Sinai Health System (EUA). Pense nisso: muitas pessoas empurram os bebês para fora desse minúsculo buraco, então é preciso ser.

Então, se não é um problema de elasticidade, o que é? Bem, há uma variedade de fatores que podem estar em jogo. Por exemplo, “certas condições médicas podem imitar a sensação de aperto”, aponta Khalil.

Aqui estão alguns motivos comuns pelos quais você pode sentir que você está com este problema, além de como encontrar a solução.

Por que sinto que estou com a vagina muito apertada na hora do sexo?

1. Você passou por uma mudança hormonal

“Durante a menopausa, seu corpo passa por uma queda no estrogênio, o que pode levar à secura e ao afinamento dos tecidos vaginais”, explica a Clínica Mayo. Como resultado, você pode sentir uma sensação de aperto ou irritação durante o sexo. Isso é algo que você deve abordar com seu médico, que pode recomendar um lubrificante vaginal sem prescrição, um creme de estrogênio receitado ou uma terapia de reposição hormonal.

Para algumas pessoas, a menopausa mexe com mais do que apenas lubrificação. “Às vezes, a vagina na pós-menopausa também se atrofia um pouco”, diz Khalil, o que significa que ela fica mais estreita. “E se ela não tiver relações, isso pode se tornar muito desconfortável”, completa.

Leia mais

É normal sentir dor depois do sexo?

Sua recomendação? Masturbação. Dessa forma, você tem total controle e pode gradualmente ajudar a alongar sua vagina e tornar a penetração mais confortável. Se um brinquedo maior for desconfortável no início, pratique com uma série de dilatadores vaginais que ajudarão a sua vagina a se alongar lentamente com o tempo.

O controle da natalidade, às vezes, pode causar um pouco de agitação hormonal para algumas pessoas, consequentemente, a secura (e, por sua vez, sexo doloroso). Se você acabou de trocar o método e notou que está com a pele seca ou “apertada”, ou se tiver esse problema em um determinado momento durante o mês, converse com seu médico para ajudá-la a ver se o anticoncepcional é o culpado.

2. Você teve um bebê recentemente

Gravidez e parto também envolvem alterações hormonais que podem levar à secura vaginal e problemas com o sexo doloroso. Este é o caso especialmente se você estiver amamentando, de acordo com o American College of Obstetrics and Gynecologists (ACOG).

Ou, se você está seriamente convencida de que sua vagina está mais apertada após o parto, isso pode não estar na sua cabeça. Embora isso não seja muito comum, Khalil afirma que algumas mulheres que sentem muita dor durante o parto são costuradas com muita força – o que significa que, neste caso, a vagina delas é muito apertada para o sexo. “Às vezes as suturas são feitas com muita força, sendo necessário até mesmo um procedimento cirúrgico para consertar”, observa Khalil.

“A mesma coisa pode acontecer se você tiver feito uma cirurgia na região genital (com ou sem bebê envolvido)”, completa a profissional. Mas uma vez que seu médico solte o ponto, você deve estar pronta para seguir a vida normalmente.

3. Sua vagina está muito seca

Há uma lista de razões pelas quais sua vagina pode estar produzindo uma lubrificação menos natural do que costuma acontecer. Talvez esteja passando pela menopausa, amamentando, tomando remédio (sim, como controle de natalidade) que bagunça sua lubrificação ou ela está naturalmente seca.

“Independentemente do motivo, não ter lubrificação suficiente pode fazer com que o sexo seja mais doloroso e pensar que sua vagina parece mais apertada”, diz Khalil.

Felizmente, a solução imediata é bem fácil na maioria das vezes: use um lubrificante. Lubrificante faz o sexo ficar melhor para a maioria das pessoas, mas é especialmente útil para pessoas que estão lidando com a secura vaginal. Lembre-se, usá-lo não resolve o problema subjacente. Por isso, procure um médico.

4. Você tem vaginismo

Algumas pessoas têm uma condição chamada vaginismo, que é quando os músculos dentro da vagina se contraem involuntariamente. A contração muscular torna-se dolorosa sempre que algo é inserido – às vezes até mesmo o uso de absorvente interno é demais, de acordo com os manuais da Merck.

Na maioria das vezes, alguém que tem vaginismo tem desde a primeira vez que eles tentam fazer sexo com penetração. Mas em outros casos, pode se desenvolver mais tarde na vida. Para alguns, a causa por trás do vaginismo pode ser psicológica ou resultado de um trauma emocional, diz o Merck Manuals.

Leia mais

Por que sinto vontade de fazer xixi durante o sexo?

“Embora possa levar algum tempo para tratar o vaginismo, trabalhar com um fisioterapeuta de assoalho pélvico ou gradualmente usar dilatadores vaginais cada vez maiores pode ajudar”, diz Khalil. Trabalhar com um terapeuta também pode ajudar algumas mulheres.

Não importa o que aconteça, Khalil encoraja a falar abertamente sobre qualquer desconforto vaginal que você não tenha certeza.

Quer você se sinta “apertada” ou qualquer outra coisa, saiba que merece sentir-se livre da dor durante o sexo. Então, seja sua própria defensora da saúde e fale – tanto com seu(s) parceiro(s) quanto com seu ginecologista. “Seu exame anual é mais do que um exame de Papanicolau”, diz Khalil. “É também uma oportunidade para chegar ao fundo de qualquer problema de saúde sexual.”