O pompoarismo pode ser bom para a sua saúde

Além das vantagens para o corpo, a técnica melhora o desempenho sexual

Foto: Shutterstock

Você já deve ter ouvido falar dele. Também conhecido como ginástica íntima, o pompoarismo é uma técnica muito popular pelo aumento de prazer na cama que ele proporciona. Mas os benefícios vão muito além, ajudando nos sintomas da menstruação e da menopausa e até facilitando o parto.

“Pouca gente sabe, mas o pompoarismo é uma arte milenar indiana de fortalecimento da musculatura íntima”, explica Cátia Damaceno, coach de relacionamento e especialista em sexualidade feminina. A prática se tornou conhecida aqui no Ocidente por volta de 1950, com um médico chamado Arnold Kinel, que tinha várias pacientes com problemas de incontinência urinária. “Então ele desenvolveu uma série de exercícios para o fortalecimento dessa musculatura”, diz a especialista.

As vantagens

O pompoarismo tem muitos benefícios para o corpo. No quesito saúde, ele melhora as cólicas menstruais e o funcionamento do intestino, facilita o trabalho de parto e a recuperação pós-parto, e previne as incontinências urinária e fecal. Já quando o assunto é sexo, esses exercícios melhoram a lubrificação e aumentam a libido. “A mulher pompoarista não tem dificuldades para atingir o orgasmo e eles são mais intensos, de maior qualidade e em grande quantidade, ou seja, essa mulher se torna multiorgásmica”, explica Cátia.

Além disso, como melhora a performance sexual, a autoestima da mulher também aumenta. “Com o pompoarismo, você também consegue fazer vários tipos de movimentos no pênis do parceiro, aumentando também a autoconfiança na hora do sexo.”

E se você acha que não terá habilidade para praticar os exercícios, está enganada. Segundo Cátia, todo mundo pode praticar, independentemente da idade. Até mesmo meninas, depois da primeira menstruação, podem praticar para evitar as cólicas. “Só não pode utilizar os  acessórios em pessoas virgens”, alerta.

Os exercícios

Assim como a academia, é preciso que os exercícios sejam feitos corretamente e por um período constante para os resultados surgirem. E você pode praticar com auxílio de professores e fisioterapeutas especializados, em aulas coletivas ou individuais, ou até mesmo em casa.

O primeiro passo para começar é ter consciência corporal. Um exercício muito simples é você imaginar que está com vontade de fazer xixi e não pode naquele momento, então faz um movimento para segurar a urina. “Esse movimento contrai os músculos que seguram o nosso assoalho pélvico, fortalecendo-o”, explica Cátia.

Você pode realizar de 20 a 30 contrações por dia, com descanso de 30 segundos a 1 minuto entre elas. Faça isso por 10 minutos. “Só é bom não praticar quando você estiver com vontade de fazer xixi de verdade. Segurar a urina pode gerar infecção urinária”, diz ela.

Os acessórios

Existem dois treinos de ginástica íntima: Com acessório e sem. “A diferença é que os com acessórios o ganho de força é mais rápido”, diz Catia. “É óbvio que sem eles a mulher também vai conseguir, ganhando principalmente os benefícios para a saúde. Porém, para brincadeiras mais evoluídas durante o sexo, é interessante treinar com os acessórios.”

Quer investir em um? Cátia indicou três deles:

1Ben Wa

São aquelas duas bolinhas unidas por uma cordinha de silicone e um pouco menores do que uma bolinha de ping pong. Elas são voltadas especificamente para o ganho de coordenação motora. A ideia dos exercícios é simples: contrair os músculos para introduzi-las na vagina e para expulsá-las. Se você nunca praticou o pompoarismo com acessórios, comece introduzindo apenas uma bolinha até desenvolver o controle em todas as regiões da vagina.

2Cone Vaginal

Eles também têm a mesma proposta das bolinhas, mas são usados isoladamente. Cada um possui um peso diferente, e a ideia é introduzi-los no canal vaginal e conseguir segurá-lo lá dentro por um tempo determinado. O segredo do exercício é que a mulher precisa mantê-lo no canal, fortalecendo assim a musculatura da região. Geralmente vem em conjunto de cinco, mas não é preciso todos eles. Só o intermediário, que tem 45 gramas, já dá excelentes resultados.

3Personal

É um vibrador pequeno, de 11 a 13 centímetros de comprimento, e fino, de 2,5 a 3 cm de diâmetro. Você pode usá-lo com a mesma lógica das bolas Ben-Wa, de sucção e expulsão da vagina. Prefira os vibradores que tenham uma base larga, para evitar que ele entre demais e acabe machucando o colo do útero.