Mulher fica com boca deformada e quase perde lábio após botox

Por Ana Paula Ferreira

Foto Reprodução Facebook

Botox, para muitas mulheres, é uma forma de realçar ainda mais a beleza. Contudo, assim como todo procedimento estético, está totalmente sujeito a riscos e reações. Foi o que aconteceu com uma mulher que ficou com a boca deformada e quase perdeu o lábio superior após fazer uma aplicação de Botox.

Rachael Knappier, de 29 anos, pretendia apenas cuidar das rugas de sua testa. Contudo, depois de tomar alguns drinks, decidiu também aumentar os lábios.

A esteticista, contudo, injetou o produto de forma errada em uma artéria. Isso fez com que a boca inchasse na hora, cortando o fornecimento de sangue para os lábios.

Foto Reprodução/Facebook

Segundo o Daily Mail Online, a mulher resolveu entrar em contato com uma especialista em cirurgia plástica, que advertiu que ela poderia perder o lábio superior se o tecido começasse a morrer. Três dias depois, os médicos injetaram um agente dissolvente em seus lábios. Assim, passados três meses, sua boca já tinha voltado quase toda ao normal.

Vamos falar mais sobre o botox?

Botox e preenchimentos compõem cerca de nove dos 10 tratamentos não-cirúrgicos realizados no Reino Unido, e são uma indústria multi-bilionária.

Nikki Milovanovic, porta-voz da British Association of Aesthetic Plastic Surgeons, alertou que, embora seja um remédio controlado apenas por prescrição, muitos “profissionais” inescrupulosos se apossam do Botox on-line.

Legalmente, os produtos só podem ser injetados por um médico ou sob sua supervisão. Mas Milovanovic advertiu que alguns cursos livres para a função podem durar apenas meio dia.

O caso de Rachael Knappier

Antes deste ocorrido, Rachel só tinha aplicado botox uma vez na testa e uma pequena dose de preenchimento em seu lábio para uniformizar uma marca que tinha desde adolescente, por bater o rosto contra uma porta.

Embora planejasse colocar mais nos lábios no futuro, não era sua intenção fazê-lo naquela festa. Depois de beber alguns drinks, ela decidiu se submeter ao procedimento.

“Era como uma esteira rolante com garotas sentadas na cozinha esperando sua vez com creme anestésico local em seus rostos”, relatou ela ao The Sun. “A esteticista – que eu descobri na época que era uma enfermeira – não pediu que eu assinasse nenhum formulário de consentimento.”

Leia mais

Condição rara faz mulher chorar sangue e perder pele da boca
Dias antes de casar, noiva fica deformada por não passar creme no rosto
Mulher descobre ter alergia ao sol após perder visão e cabelo

Após começar a inchar, ela foi ao hospital e os médicos disseram que ela não estava tendo uma reação alérgica e que deveria ter o preenchimento dissolvido por uma esteticista. Ainda preocupada, Rachael telefonou para a mãe, que sugeriu que ela contatasse a consultora Consultant Clinic, empresa de “rejuvenescimento facial não-cirúrgico”.

Foto Reprodução/Facebook

O proprietário de lá, então, teria dito que aparentemente o preenchimento tinha sido injetado em uma artéria, o que pode matar o tecido se o seu suprimento de sangue for cortado.

Com seus lábios quase normais, ela disse que nunca mais permitirá a aplicação por profissionais não formados em medicina.

Antonia Mariconda, fundadora da campanha Safety in Beauty, está pedindo ao governo britânico que proíba profissionais não-médicos de realizar esses procedimentos e incentiva as mulheres a procurarem especialistas ao usar o Botox.