Iogurte na dieta é realmente uma boa ideia?

Por Colleen de Bellefonds – Women’s Health EUA

Iogurte na dieta
Foto Shutterstock

Quantas vezes você comeu iogurte no café da manhã (ou como um lanche) esta semana? Ele é uma opção considerada super-saudável, mas a dúvida é: realmente é bom, dada a quantidade de açúcar que ele tem?

A resposta curta: sim. “Considerando que é tico em probióticos, cálcio, potássio e proteína, o iogurte é um dos alimentos mais saudáveis que você pode comer”, diz Karen Ansel, nutricionista, nos Estados Unidos.

Então qual é melhor: iogurte grego vs iogurte normal?

Enquanto as pessoas são obcecadas com o iogurte grego, ele, na verdade, é bem semelhante nutricionalmente à versão normal.

Dito isso, Ansel explica que o iogurte grego tem muito mais proteína do que o iogurte normal. São 23 gramas em um contra 12 no outro. Também é geralmente mais baixo em carboidratos e açúcares. Portanto, ele pode ser uma opção melhor para você se quiser manter uma rotina de baixo carboidrato.

Leia mais

Por que costumo ficar inchada mesmo comendo direito?
Aqui estão os 12 melhores alimentos para intestino preso

E enquanto 16 gramas de açúcar por porção de iogurte regular parece bem alto, tenha em mente que todo iogurte tem naturalmente um pouco de açúcar. Contudo, a profissional diz que o açúcar natural é equilibrado por todas as proteínas, cálcio e potássio que estão por lá também.

Os melhores iogurtes saudáveis

São muitas as opções. No entanto, iogurtes aromatizados (sejam eles normais ou gregos) freqüentemente contêm açúcares e adoçantes adicionados, o que elevará a quantidade de carboidratos e açúcar. Ignore esses e adicione o açúcar na forma de frutas, canela ou mel, se necessário.

A desvantagem do grego: o processamento (que dá ao iogurte grego sua textura) remove aproximadamente metade do cálcio do iogurte, de acordo com a Harvard School of Public Health. Muitas marcas adicionam um suplemento de cálcio de volta, mas verifique o rótulo para ter certeza.

Caso contrário, ambos os tipos têm todos os outros benefícios para a saúde, então Ansel sugere escolher o que você mais gosta de comer.

Legal, então quais são os benefícios reais do iogurte para a saúde?

Para ser clara, você pode ter muito mais de uma xícara de iogurte do que apenas cálcio e proteína. Ele também contém “boas bactérias” para seu intestino e sistema imunológico. “Probióticos foram creditados com tudo, desde melhorar a digestão, para impulsionar a saúde do sistema imunológico e proteger contra a depressão”, aponta Ansel.

Melhor: um estudo de 2012 com mais de 120 mil pessoas que não eram obesas e não sofriam de doenças crônicas descobriu que comer regularmente iogurte pode proteger contra o ganho de peso, possivelmente devido a alterações nas bactérias intestinais. Wow!

Além disso, alguns outros estudos sugeriram que comer iogurte probiótico regularmente durante quatro semanas é bom para o cérebro. Já uma outra grande pesquisa creditou as bactérias saudáveis no iogurte para reduzir o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral entre as pessoas que comiam apenas duas porções por semana.

O que é melhor: baixo teor de gordura, sem gordura ou integral?

“O iogurte integral está recebendo muito amor ultimamente – talvez demais”, conta Ansel. Ela diz que é melhor manter as opções de gordura reduzida devido ao alto teor de gordura saturada do iogurte, que o USDA ainda recomenda limitar.

“Um pouco de gordura saturada, como a quantidade que você pode consumir em 2% de iogurte, é bom. Contudo, especialistas em saúde ainda aconselham não enlouquecer com a gordura saturada, mesmo que seja de laticínios”, diz Ansel.

Opções sem gordura, entretanto, muitas vezes vêm com muito açúcar extra para imitar o sabor da versão normal. Então, sim, fique com o meio feliz: baixo teor de gordura.