Saiba tudo sobre fotodepilação, procedimento que remove pelos sem dor

Por Ana Paula Ferreira

Créditos Shutterstock

Você já ouviu falar em fotodepilação? O procedimento, que promete remover os pelos do corpo de forma rápida e indolor, é um método por meio da luz, que garante a eliminação de ao menos 85% dos fios indesejados.

De acordo com Isabela Moreira, fisioterapeuta e coordenadora da rede Não+Pelo, de São Paulo, quem optar pelo procedimento deve, antes, passar por uma avaliação.

“Primeiramente é respondido um questionário para identificar qualquer eventualidade que possa impactar no tratamento. Em seguida, é avaliado o tom da pele, do pelo e a sua reação à luz”, explica.

O próximo passo é ajustar a quantidade de energia da luz para aquecer o pelo sem agredir a pele ou causar dor. Os disparos são efetuados a cada 3 segundos e de maneira pulsada e rápida, não ocasionando incômodo.

No total, uma sessão dura no máximo 25 minutos, sendo que regiões menores como o buço, por exemplo, demoram no máximo 5 minutos.

Como a fotodepilação age nos pelos?

A melanina, substância que dá cor ao pelo, absorve a luz transformando-a em calor e agindo como um condutor térmico. “Esse calor cauteriza as células germinativas sem danificar o tecido – tudo de forma rápida”, diz Isabela.

Leia mais
Conheça o laser robótico que elimina pelos com mais segurança e rapidez
Aquele problema de saúde que a deixa envergonhada é mais comum do que você imagina!

Após 15 dias e graças à cauterização, os pelos começam a cair, demoram mais para crescer e surgem algumas falhas. O ideal é sempre utilizar a lâmina após esse processo para acompanhar a evolução.

“Cada sessão tem o intervalo de 30 dias, porém o resultado também depende do organismo de cada um”, explica a profissional.

É possível, ainda, que os pelos voltem a crescer com o passar do tempo, já que eles são uma proteção para a pele. Por conta disso, é indicado que seja feita uma manutenção nos cinco primeiros anos para combater o aparecimento de novos fios.

Cuidados pré e pós a fotodepilação

Isabela orienta evitar o sol ao menos 15 dias antes e depois do procedimento. Além disso, é indicado não usar medicamentos que causam sensibilidade à luz, cremes com vitamina A e ácido retinóico e sempre manter a pele bem hidratada. “É importante também não depilar a área que será tratada com cera, pinça ou creme depilatório.”

No dia da depilação, apenas evite usar maquiagens, cremes, óleos ou qualquer outro tipo de produto na região que passará pelo procedimento.

“Já após o procedimento, evite roupas que gerem atrito na pele e produtos que contenham álcool, além de banhos muito quentes, sauna e piscina, além de, claro, utilizar protetor solar na área tratada”, completa ela.