Squirt: 7 passos para ter uma ejaculação feminina

Por Claire Lampen – Women’s Health EUA

Ejaculação feminina
Foto Shutterstock

Você sabe como as pessoas culpam os filmes da Disney por darem expectativas irrealistas sobre o amor? Bem, então podemos culpar a pornografia por dar expectativas irrealistas sobre sexo! Se ela fosse uma indicação da vida sexual cotidiana das pessoas, estaríamos todas disparando “squirt” a cada clímax. Lamento, mas não.

Dito isso, essa sensação de sexo indescritível não é totalmente impossível – ao menos para algumas mulheres, aparentemente. Sim, é possível aprender a ter uma ejaculação feminina.

Primeiro, um pouco sobre o que o squirt realmente é

Enquanto ainda há um monte de debate acerca desse tema, Madeleine Castellanos, médica e terapeuta sexual (EUA) observa que “ele parece ser um fluido retido na bexiga, que é liberado quando uma mulher tem orgasmo.” Acredita-se que isso envolva as glândulas do skene. Trata-se de duas estruturas localizadas perto do fim da uretra, que podem produzir fluido com estimulação no ponto G.

Castellanos observa que isso pode parecer fantástico. De fato, um estudo mostrou que quase 80% das mulheres que experimentaram a ejaculação disseram que melhoraram sua vida sexual.

“A uretra tem todas essas terminações nervosas, como qualquer uma que já teve uma infecção urinária pode atestar”, explica ela. “É muito sensível. Então, quando você faz esse fluxo de fluido, ao mesmo tempo em que você está tendo um orgasmo ou está recebendo estímulo sexual, pode ter uma experiência muito prazerosa.”

Leia mais

Ejaculação feminina: afinal, é mito ou verdade?
14 passos para ter o melhor orgasmo de sua vida com o vibrador
Estudo aponta nova forma de estimular mulheres a atingirem o orgasmo

Dito isso, muitas pessoas acham que esse é o auge do prazer e se você não chegou nisso, seus orgasmos são menores. “Eu não concordo com isso”, diz Castellanos. “Para algumas pessoas, a ejaculação aumenta o orgasmo. Já para outras, ele não faz diferença, nem diminui a importância dele. Não é o mesmo para todas.”

Claro, você nunca saberá até tentar. Então, se está curiosa para se divertir, aqui está um guia com um passo-a-passo para tentar sua primeira vez.

7 passos para a ejaculação feminina

1. Coloque algumas toalhas embaixo – só por precaução

Se você conseguir ejacular, as coisas podem ficar um pouco molhadas. Portanto, Castellanos recomenda tomar precauções se você estiver preocupada com uma possível bagunça em excesso.

2. Tente relaxar e tenha bastante tempo para se dedicar

Tenha paciência consigo mesma e com seu corpo. “Pode levar um tempo para se ter alguma ideia disso”, diz Antonia Hall, psicóloga e autora de The Ultimate Guide to a Multi-Orgasmic Life (“O Guia Final Para uma Vida Multi-Orgástica”, em tradução livre).

3. Comece pelo clitóris

“Concentre-se primeiro em estimular o clitóris. Isso ajudará a trazer sangue para a área e deixar a região do ponto G pronta para brincar”, orienta Hall.

4. Em seguida, coloque bastante pressão no ponto G

Quando já estiver bastante excitada, insira o dedo médio e anelar alguns centímetros dentro da vagina e esfregue o ponto G. “Ele parece uma pequena área esponjosa ao longo da parede vaginal”, indica a profissional.

E perceba que você vai precisar fazer isso por um longo período. “O que você está empurrando é realmente o tecido erétil que envolve a uretra”, explica Castellanos. “Como você está acariciando isso, o que você está fazendo é mudando o ângulo da uretra para a bexiga. Com isso, é muito mais fácil o fluído ser expelido.”
Para melhorar suas chances de esguichar, relaxe os músculos do assoalho pélvico enquanto estimula o ponto G.

5. Conte com a ajuda de um brinquedo

A quantidade de pressão necessária para ejacular é “geralmente maior do que você pode fazer sozinha ou um parceiro pode fazer por você, especialmente por bastante tempo. Normalmente leva um tempo para aprender isso”, diz Marin.

Ela recomenda opções com ângulos curvados. “Você pode colocar a ponta contra o seu ponto G e usar um movimento de balanço para estimulá-lo.”

6. Não se preocupe se fizer xixi

Muitas mulheres sentem que vão fazer xixi quando estão perto de atingir o orgasmo. “Mas essa sensação muitas vezes é provocada por aquele fluido vindo das glândulas de Skene atrás do ponto G (também conhecido como squirt)”, explica Hall.

“E mesmo que saia xixi, não se preocupe”, diz Vanessa Marin, terapeuta sexual e criadora da Finishing School. “O sexo é confuso e já há muitos fluidos envolvidos. Portanto, mesmo que fosse urina, quem se importa?”

Mas se isso te fizer sentir melhor, você pode usar o banheiro antes de começar.

7. Não seja muito dura consigo mesma se não der certo

Acima de tudo, Castellanos diz: “seja compassiva consigo mesma se você não se conseguir ejacular”.

Se você não tiver sucesso na primeira vez – ou mesmo depois de várias tentativas – significa apenas que o impulso natural do seu corpo é impedir que qualquer coisa saia da uretra enquanto você está ocupada. Apenas relaxe, aproveite as sensações e, se for para acontecer, acontecerá.