3 passos que vão te ajudar a parar de tomar refrigerante!

Por Daniel Navas e Roisín Dervish-O’Kane

Foto Shutterstock

Chegou a hora do almoço e na sua marmita tem tudo o que você precisa para se alimentar de forma saudável, se não fosse por um único detalhe: a lata de refrigerante para acompanhar.

Se você se identificou com a situação acima, provavelmente também tem dificuldades em excluir a bebida da rua rotina. Pensando nisso, consultamos alguns profissionais que indicaram 3 passos que vão te ajudar a parar de tomar refrigerante. Anota aí:

1. Reconheça o refrigerante

“Da próxima vez que você desejar um refrigerante, especialmente as versões diet, pense se realmente quer o que está na lata ou se a está usando apenas como uma técnica de distração”, sugere Jane Ogden, professora de psicologia da saúde da África do Sul.

Leia mais

Refrigerante sem açúcar não ajuda a manter o peso
5 atitudes que vão te ajudar a controlar a vontade de comer doce
Até que horas posso consumir energéticos sem prejudicar o sono?

2. Lembre

Pense que a despedida dessas bebidas é como aquela terrível separação com seu ex. “Você sentirá que falta algo, mas isso não significa que seja alguma coisa de que realmente precise. O que acontece é que você criou um espaço na sua mente para algo que não está mais lá”, acrescenta Jane.

3. Substitua

Esqueça alimentos que você não gosta, mas, para a mudança se manter sustentável, é necessário preencher essa lacuna com outra coisa. A água pode ser uma ótima aliada. “Faça a versão saborizada, com limão espremido, rodelas de limão ou folhas de hortelã. Você também pode optar por sucos naturais, que devem ser consumidos, preferencialmente, sem coar. Isso faz com que as fibras sejam mantidas, auxiliando no controle da saciedade e na diminuição da glicemia e do colesterol sanguíneo”, diz Ana Carolina Paternez, coordenadora do curso de nutrição da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.

Não acabou por aqui, não! Para conferir a matéria completa sobre refrigerantes, garanta sua revista nas bancas mais próximas ou adquira a edição digital da WH Brasil aqui!