12 razões pelas quais você pode estar sentindo coceira no peito

Por Sarah Bradley – Women’s Health EUA

Coceira no peito
Foto Shutterstock

Você está andando na rua ou conversando com alguém quando, do nada, surge aquela coceira no peito – quase que incontrolável! Esta, sem dúvida, é uma das situações mais constrangedoras para as mulheres.

Há várias razões pelas quais isso pode estar acontecendo com você. E a maioria delas é bastante inofensiva.

Se a coceira estiver deixando você louca de verdade, é melhor marcar uma consulta com seu médico. Nesse meio tempo, aqui estão 12 razões pelas quais você simplesmente não consegue parar de coçar seus peitos – e o que você pode fazer a respeito!

1. Você tem eczema

“O eczema é um distúrbio genético da pele freqüentemente agravado por exposições ambientais”, explica Kari Martin, professor assistente de dermatologia da University of Missouri School of Medicine.

Uma erupção cutânea de eczema tem uma aparência bastante específica. Ela geralmente é classificada como pequenos inchaços levantados ou manchas avermelhadas na pele, e definitivamente pode aparecer em seus mamilos.

Leia mais

Oi? Mulheres estão passando pasta de dente nos seios para aumentá-los
Prótese de silicone nos seios: posso abandonar o sutiã?

Você pode tentar tratar o eczema por conta própria. Martin recomenda evitar sabonetes duros e hidratar a pele regularmente com um emoliente como vaselina. Você também pode tentar uma pomada de hidrocortisona duas vezes ao dia por até duas semanas, mas verifique com seu dermatologista se não esclarecer depois disso.

2. Você tem psoríase

Como o eczema, a psoríase é outra condição da pele, mas esta é causada por um distúrbio auto-imune.
“A psoríase também tem um aspecto revelador: placas avermelhadas e escamosas na pele, mais comumente na parte externa dos cotovelos e joelhos”, aponta Martin. Contudo, essa erupção pode aparecer em qualquer lugar, incluindo seus seios e mamilos.

Neste caso, você também deve consultar um dermatologista, mas, enquanto isso, Martin recomenda usar pomada de hidrocortisona para qualquer coceira relacionada à psoríase.

3. Você está usando narcóticos atualmente

Há muitas razões pelas quais seu médico pode prescrever um analgésico, como enxaquecas severas, ossos quebrados e até uma cirurgia. Contudo, enquanto ele está trabalhando em aliviar sua dor, também pode estar lhe causando coceira.

“Alguns narcóticos causam uma liberação de histamina das células do corpo, o que pode causar prurido generalizado [coceira na pele]”, explica Stephanie Gore, ginecologista obstera na CareMount Medical (EUA).
Para combater a coceira, tome um banho e mantenha sua pele bem hidratada. “Se seu médico aprovar, você também pode tentar tomar um anti-histamínico”, diz Gore. Mudar para um medicamento diferente, quando possível, também pode ajudar.

4. Você teve uma picada de inseto

Picadas podem não ser a primeira coisa que você pensa quando tem uma coceira no peito. Contudo, isso é totalmente possível. A profissional indica inspecionar a área cuidadosamente em busca de sinais – como uma elevação e vermelhidão ao redor – e prestar atenção às marcas, já que isso pode significar uma infestação de percevejos.

“Cremes de hidrocortisona, loção de calamina ou anti-histamínicos orais são geralmente uma boa defesa contra isso”, indica Gore.

5. Você fez radioterapia para câncer de mama

Este tratamento pode levar a um tipo específico de dermatite, como por exemplo, inflamação da pele. Martin afirma que a coceira pode começar logo após o corpo ter sido exposto à radiação, ou mesmo meses ou anos depois.

“Isso ocorre por causa de danos e cicatrizes dos raios de radiação que passam através da pele para tecidos mais profundos”, diz ela. “Geralmente se apresenta como vasos sanguíneos rompidos e firmeza da pele. Pode ser doloroso, coçar ou não ter sintomas associados.”

Como na maioria das formas de dermatite, a hidratação é fundamental. Contudo, às vezes, são necessários corticosteroides tópicos mais fortes. Nesse caso, Martin recomenda que você procure um obstetra.

6. Você está grávida

Se você está grávida, também pode esperar que alguma coceira acompanhem o crescimento do bebê. Gore explica que as mudanças fisiológicas normais que ocorrem durante a gravidez, como o aumento da mama em preparação para a lactação, podem ser suficientes para causar a coceira do peito.

“À medida que a pele se estende para acomodar o peito, muitas vezes ela fica seca e irritada”, explica. “Algumas mulheres desenvolvem estrias, o que irrita ainda mais a pele.”

A melhor maneira de controlar os sintomas? “Mantenha-se hidratada com loções tópicas – especificamente sem cheiro, para evitar irritação”, diz Gore.

7. Você está amamentando

“A amamentação intensiva (como durante o período neonatal) pode causar secura induzindo a coceira”, aponta Gore. Seu médico pode recomendar alguns remédios seguros para bebês – como lanolina de uso médico ou até mesmo compressas mornas. Isso pode ajudar seus mamilos caso estejam secos ou rachados devido à amamentação.

8. Você é alérgica a algum produto que está usando

Isso é chamado de dermatite alérgica de contato. “Ocorre quando alguém se torna alérgico a um produto químico que entra em contato com a pele”, explica Martin. “Já nos mamilos, isso seria mais metal de um piercing, um medicamento ou produto de cuidado da pele sendo usado naquela área.”

Este tipo de dermatite leva a uma erupção rosa ou vermelha que é seca e coça. Martin diz que pode ser localizado ou mais difundido, e pode até levar a bolhas e crostas. A hidrocortisona pode ajudar. Contudo, você deve ficar atenta, pois precisará marcar uma consulta com seu médico se não melhorar.

9. Seu peito está esfregando um pouco demais no seu sutiã

“Dermatite de contato irritativa também leva a placas cor-de-rosa e escamosas ou secas”, diz Martin. Ela pode ser causada por secura excessiva de produtos de limpeza agressivos ou atrito – nos seios e mamilos em particular.

Então, se seus sutiãs estão mal ajustados (ou você geralmente não usa nenhum), você pode acabar com essa irritação.

O atrito também pode acontecer se seus seios forem assimétricos, ou seja, um seio é um tamanho maior do que o outro, fazendo o menor se movimentar mais no copo. Considere investir em sutiãs projetados para acomodar seios de tamanhos diferentes ou irregulares.

10. Você recentemente fez uma cirurgia de mama

Se você fez algum tipo de cirurgia de mama recentemente, provavelmente sentirá dor ou sensibilidade nos dias seguintes – além de (infelizmente) coceira.

“Após a cirurgia, como parte do processo de cicatrização, a histamina é liberada e inchaço da mama ocorre”, diz Lyda E. Rojas Carroll, crurgiã geral que se especializou em cirurgia da mama na CareMount Medical (EUA). “Isso pode estimular as terminações nervosas e causar coceira.” Para aliviar o problema, a profissional recomenda usar um sutiã cirúrgico e aplicar gelo.

11. Você tem um tipo raro de câncer de mama

É uma causa improvável, mas tecnicamente a doença da mama da Paget é uma possibilidade. Este tipo raro de câncer ocorre no mamilo e, em seguida, se espalha para a aréola. “Ele aparece como uma erupção vermelha, escamosa que não melhora após o uso de cremes tópicos”, diz Carroll.

“A coceira é causada pela pele local reagindo às células cancerígenas crescendo dentro do mamilo”, explica. Contudo, vale ressaltar que é extremamente raro ter Paget em ambos os mamilos. Portanto, se sua coceira ou erupção cutânea não é exclusiva de um lado só, é menos provável que você tenha isso. Ainda assim, se estiver preocupado, marque uma consulta com seu médico. O tratamento cirúrgico provavelmente será recomendado caso seja este seu diagnóstico.

“Enquanto isso, certifique-se de fazer exames regulares de câncer dermatológico também”, orienta Carroll, já que o câncer de pele da mama também pode causar coceira.

12. Você tem uma infecção por fungos

Se você já teve uma infecção por fungos antes, a infecção pode aparecer em seus seios também.
“Existem alguns tipos diferentes de infecções por fungos que você pode encontrar em seus seios, variando de infecções nos mamilos e aréolas comuns com a amamentação até infecções na dobra da pele sob os seios (graças ao suor e à umidade que fica presa lá)”, diz Martin. Essas erupções cutâneas variam em cor – vermelho-rosado, amarelo-laranja ou branco-rosado – e geralmente são manchas circulares que podem ter uma escala fina no topo.

“Medicamentos antifúngicos tópicos podem ser úteis em muitos casos”, explica Martin. “Para erupções nos seios, manter a pele o mais seca possível e manter uma camada de roupa (como um sutiã ou lenço bem ajustado) entre as dobras cutâneas também é útil.”